Dieta Low Carb e Dieta Cetogênica – Entenda as diferenças!

PrevNext
1 imagem

Dieta Low Carb e Dieta Cetogênica – Entenda as diferenças!

Quando o assunto é diferenciar uma dieta Low Carb de uma dieta Cetogênica, muita gente faz confusão e não sabe ao certo o que é nem uma e nem a outra.

Recebo diariamente uma série de dúvidas sobre as diferenças e semelhanças entre as duas dietas e principalmente qual é a melhor para emagrecimento, qual é mais sustentável ao longo prazo e qual a dieta mais segura para manutenção do peso e da saúde.

Devido ambas as dietas focarem na drástica redução de carboidratos muitas pessoas não conseguem diferenciar o que seria uma dieta Low Carb e o que seria uma dieta Cetogênica.

Bem, nesse texto vamos falar o que é uma dieta Low Carb, o que é uma dieta Cetogênica, quais as vantagens de cada uma delas e como você pode escolher a melhor para você.

 

O QUE É UMA DIETA LOW CARB?

 

Low traduzido do inglês é baixo, enquanto Carb é carboidratos.

Logo, uma dieta Low Carb é uma dieta de baixo carboidratos.

A dieta Low Carb é basicamente a redução da ingestão de carboidratos, em especial os carboidratos industrializados (barrinhas, farinhas, açúcar, …).

Na dieta Low Carb é permitido o consumo em média de 50 a 150 gramas de carboidratos líquidos por dia.

Carboidratos líquidos ou carboidratos digeríveis são os carboidratos que conseguem ser absorvidos pelo organismo. Para obter o valor, basta subtrair o valor total de carboidratos pelo valor total de fibras, pois a cada 1g de fibra ingerida anula a absorção de 1g de carboidrato quando consumidos juntos..

Exemplo: se você consumir um alimento que tenha 13g de carboidrato na porção, mas se ele tiver 5g de fibras, o carboidrato líquido (que será absorvido) será de 8g.

Na dieta Low Carb o sucesso do emagrecimento vem da redução do consumo de carboidratos e, consequentemente, diminuindo a liberação de insulina na corrente sanguínea. Quando excluímos os carboidratos industrializados, que são ricos em amido e possuem alto IG, fica mais fácil atingir valores menores de carboidratos nas refeições.

Para terem ideia, 1 unidade de pão branco oferece praticamente a mesma quantidade de carboidrato que 1kg de brócolis! Na prática, pensem em um prato repleto de vegetais de baixo amido e proteínas como irá te proporcionar saciedade e ao mesmo tempo, o quão rápido sentira fome novamente após consumir 1 pão branco.

Esse é o grande segredo por trás das dietas Low Carb, oferecer saciedade com a oferta de alimentos de baixo carboidrato, ricos em fibras e combinados com proteínas. Sem você precisar passar fome ou ficar pesando sua comida.

Agora que você já sabe o que é uma dieta Low Carb, você precisa entender como quantificar o total de carboidratos. Se você precisa consumir 50 gramas ou pode ir até 150 gramas.

Devemos olhar basicamente dois itens importantíssimos para decidir isso:

1 – Sua saúde! Se você é uma pessoa que está acima do peso, que possui resistência a insulina, glicemia acima do limite ideal, é diabético, possui circunferência abdominal aumentada, gordura no fígado, ácido úrico elevado, hipertensão, ovários policísticos, alteração de colesterol e principalmente triglicérides alto não tem motivo para você consumir carboidrato, pelo contrário, eles que estão causando todas essas alterações no seu metabolismo.

Se você se identificar com pelo menos 3 itens que citei acima, você possui síndrome metabólica, e deve limitar ao máximo seu consumo de carboidrato dentro de uma estratégia Low Carb, ficando em torno de 50 gramas por dia.

Nesse limite, as frutas mais doces e as raízes irão sair do seu cardápio. Não quero dizer que frutas e raízes são ruins, pelo contrário. Mas você não ficou acima do peso e doente por comer batata doce demais, mas por comer trigo e açúcar demais. Portanto, uma pessoa saudável pode comer carboidratos bons e ficar entre 100 e 150 gramas de carboidratos por dia. Mas se você é uma pessoa que danificou seu sistema e ficou resistente a insulina, deverá retirar pelo menos por um período.

2 – Seu nível de atividade física! Não faz sentido termos uma dieta rica em carboidratos se o maior consumidor não estiver usando. Geralmente, pessoas que ficam bem com carboidratos em torno de 150 gramas por dia são pessoas que praticam esportes de força e intensidade, como crossfit e musculação. Além disso, possuem uma saúde perfeita e o objetivo principal não é um emagrecimento rápido.

A dieta Low Carb hoje é considerada a “dieta da moda”, mas ela deve ser vista como um padrão de alimentação e estilo de vida. Algo natural, saudável, que atende a todos!

Ela é uma dieta fácil por permitir – ainda que reduzido -, uma quantidade significativa de carboidratos o que ajuda muitas pessoas no momento da adaptação e proporciona a sustentação dessa dieta ao longo prazo.

Para saber mais sobre quais alimentos possuem mais ou menos carboidratos, baixe a minha lista de compras e veja o vídeo onde explico mais sobre isso neste link

Se você é praticante de musculação ou algo similar e busca um corpo definido, mas não quer abrir mão de massa muscular e rendimento, e quer saber como manipular esses carboidratos em rumo do seu objetivo, entre no meu curso Low Carb: do emagrecimento ao ganho de massa muscular neste link. Nele você aprenderá quando e como subir e diminuir os carboidratos da dieta de acordo com a sua semana de treinamento.

 

O QUE É UMA DIETA CETOGÊNICA?

Diferente da dieta Low Carb a dieta Cetogênica tem um padrão para todas as pessoas quanto a ingestão de carboidratos, que é de no máximo 50 gramas de carboidratos líquidos por dia com limite. Pessoas que buscam uma dieta cetogênica para fins clínicos e performance em esportes aeróbios como corrida, por exemplo, podem ficar até 30 gramas por dia.

A principal característica da dieta Cetogênica é que ela visa a queima de gordura como principal fonte de energia do nosso corpo, através da produção de corpos cetônicos.

No padrão de alimentação que estamos acostumados, nós utilizamos os carboidratos como principal fonte de energia, já na dieta Cetogênica esse mecanismo é alterado e é dada prioridade a queima de gordura.

Por esse motivo que a dieta Cetogênica é tão procurada por quem quer perder peso e perder peso de forma mais rápida, apesar de também servir para pessoas que buscam performance mental (estudos, trabalho, …) e rendimento aeróbio. Fazer nosso cérebro e músculos aumentarem a utilização de gordura como energia principal, irá proporcionar um nível de energia muito superior quando comparado com a glicose. Por isso a dieta cetogênica é tão usada em alterações neurológicas como Epilepsia, Alzheimer, Parkinson, enxaquecas, déficit de atenção entre outras. E também em exercícios de característica aeróbias, onde o consumo de gordura pelo músculo aumenta e uma pessoa cetoadaptada irá evoluir muito!

Como a quantidade de carboidratos ingeridos é insuficiente para produção de energia necessária, o corpo é induzido a entrar em estado de cetose.

O estado de cetose ocorre quando o nosso corpo começa a produzir corpos cetônicos para levar energia ao cérebro e demais órgãos.

Durante a dieta Cetogênica a energia necessária vem da gordura ingerida na alimentação e das reservas de gorduras já existentes no corpo e, é isso que proporciona o emagrecimento.

Entretanto, o cérebro não consegue usar ácidos graxos e moléculas de gorduras simples, é necessário que o nosso fígado produza os chamados corpos cetônicos, são esses corpos cetônicos que serão utilizados como principal fonte de energia do corpo.

 

SEMELHANÇAS – DIETA LOW CARB E CETOGÊNICA.

Agora que você já sabe o que é uma dieta Low Carb e o que é uma dieta Cetogênica, podemos perceber que a principal semelhança entre as duas dietas é a restrição de carboidratos.

Desta forma, podemos perceber que elas não são dietas completamente diferentes, ambas têm a mesma base que é o foco na redução dos carboidratos.

Sendo que na dieta Cetogênica temos uma restrição maior de carboidratos, não passando de 20 gramas de carboidratos líquidos diários. E isso é um padrão para todos. Esse é o grande diferencial! Não importa quem seja, o limite máximo são 50 gramas ou menos! Já a Low Carb a pessoa pode transitar entre 50g a 150g de acordo com seu objetivo, estado clínico e atividade física.

Outro fator importante é que na dieta cetogênica, para manter a produção de corpos cetônicos, deve haver essa restrição de forma fica e contínua. E caso você consuma em um dia um valor alto de carboidratos você cortará a produção de corpos cetônicos. Já a Low Carb isso não existe, onde você pode comer oscilando esse valor dentro das suas características.

Como podemos perceber a maior semelhança das duas dietas é a restrição de carboidratos, o que nos leva a concluir que toda dieta Cetogênica pode ser considerada também Low Carb, mas nem toda dieta Low Carb se enquadra no padrão de uma dieta Cetogênica.

 

DIEFRENÇAS – DIETA LOW CARB E CETOGÊNICA.

Como já falamos ao decorrer desse artigo a principal semelhança das duas dietas é a restrição de carboidratos.

Sendo que na dieta Cetogênica existe uma restrição mais severa dos carboidratos.

Mais a principal diferença entre as duas dietas é o fato de que durante a dieta Cetogênica o corpo entra em cetose.

Essa alteração metabólica difere a Cetogênica de qualquer outra dieta

Na dieta Cetogênica sua chave metabólica é invertida e seu corpo passa a usar outra fonte principal de energia a qual ele não estava acostumado, que é a gordura.

Além da ativação da produção dos corpos cetônicos, já que o cérebro não consegue utilizar a gordura pura e simples, a gordura é muito grande para ele (cérebro) e ele não conseguirá absorver essa energia, logo o fígado transforma essa gordura em corpos cetônicos e os envia para o cérebro.

Outra diferença entre as duas dietas é a questão terapêutica.

A dieta Cetôgenica é prescrita para tratamento de algumas enfermidades, principalmente as neurológicas como epilepsia e também para esteatose hepática, a famosa gordura no fígado.

Se você quer saber tudo sobre dieta cetogênica, para emagrecer e ter performance física (aeróbio) e mental, entre para meu curso Dieta cetogênica: do emagrecimento à performance na corrida e mental neste link.

 

VANTAGENS DAS DIETAS LOW CARB E CETOGÊNICA

Bem, agora que já entendemos que é uma dieta Low Carb, o que é uma dieta Cetogênica e já sabemos as principais diferenças entre elas, vamos falar quais as vantagens de cada um desses padrões alimentares.

Começando pela dieta Cetogênica, a principal vantagem que podemos evidenciar é o emagrecimento rápido.

Como é priorizado a queima de gordura como principal fonte de energia, logo o emagrecimento é algo natural.

Além da perda de peso, a dieta Cetogênica também é uma excelente ferramenta para tratar pessoas com resistência à insulina, visto que a ingestão de carboidratos é drasticamente reduzida, logo é priorizada uma alimentação mais saudável, como menos açucares e o corpo passa a ficar por longos períodos com os níveis de insulina muito baixos.

A dieta Cetogênica pode curar os pré-diabéticos e melhorar os níveis de açúcar no sangue dos portadores de diabetes tipo 2. Um diabético pode ter níveis de glicemia normais com uma restrição de carboidrato, como se ele não tivesse desenvolvido a doença.

A dieta Cetogênica também é eficaz para cura dos casos de esteatose hepática não alcoólica ou simplesmente gordura no fígado, isso ocorre por que o fígado é responsável pela produção dos corpos cetônicos através da gordura e se ele precisa de gordura para produzir corpos cetônicos, naturalmente ele utiliza a gordura já presente dentro dele, essa será a primeira gordura que ele irá queimar, por essa razão a dieta Cetogênica leva a cura da esteatose hepática não alcoólica.

Outra vantagem da dieta Cetogênica é o tratamento de doenças neurológicas como epilepsia, autismo e mal de Parkinson. A dieta Cetogênica era utilizada incialmente para tratamento da epilepsia, antes de ser popularmente conhecida por seus benefícios para perda rápida de peso.

Importante ressaltar que para o efetivo tratamento das doenças neurológicas citadas acima, faz se obrigatório o acompanhamento do médico responsável para análise individual de cada caso.

Os atletas de alta performance (aeróbio) também podem se beneficiar da dieta Cetogênica para potencializar seus resultados.

Atletas que precisam cumprir longas jornadas, como por exemplo ultramaratonistas, que precisam ir mais longe e cumprir provas mais extensas, para isso eles precisam de uma fonte de energia praticamente inesgotável para poder alcançar uma boa performance em longos períodos. Essa fonte de energia praticamente inesgotável é a gordura do próprio corpo.

Porém, para ter essa gordura como principal fonte de energia é necessário estar em cetose e para estar em cetose é necessário seguir um cardápio cetogênico.

Já relacionado a dieta Low Carb a principal vantagem dela é a fácil adaptação, já que na dieta Low Carb são permitidos carboidratos bons o que facilita a adaptação mais tranquila ao novo cardápio.

A dieta Low Carb também é mais fácil de manter ao longo prazo, já que a dieta Cetogênica é mais restritiva.

Outra vantagem é que a dieta Low Carb também irá proporcionar o emagrecimento, já que também tem o foco na redução dos carboidratos e para alcançar esse emagrecimento não será necessário entrar em cetose. Mas ela pode ser ajustada para pessoas que treinam forte e colher frutos c de bons resultados com os carboidratos bons que fazem parte da Low Carb.

Na Cetogênica o emagrecimento ocorre mais rápido em relação a Low Carb, mas na dieta Low Carb as chances de você conseguir o emagrecimento e sustentar esse novo estilo de vida ao longo prazo é muito maior.

 

CONCLUSÃO

Nesse artigo vimos as principais diferenças entre as dietas Low Carb e Cetogênica de um modo geral, o conhecimento transmitido aqui basta para não haver mais confusão entre essas duas dietas.

Ensinamos que a maior semelhança entre as duas dietas é a restrição de carboidratos, essa é a base das duas.

Sendo que na Cetogênica essa restrição é mais severa (até 20 gramas) e na Low Carb é mais permissiva (até 150 gramas), lembrando que os carboidratos permitidos na Low Carb são os carboidratos bons e naturais. Carboidratos industrializados não entram em nenhuma das modalidades.

A principal particularidade da Cetogênica é o estado de cetose que o corpo passa a experimentar após o início da dieta Cetogênica, com cerca de 5 dias de dieta o corpo começa a entrar em estado de cetose, que é a queima de gordura como fonte de energia principal.

Vimos também os benefícios de cada uma das dietas.

Na Cetogênica os principais benefícios são: perda rápida de peso, queima de gordura como fonte de energia principal, cura da pré-diabetes e resistência à insulina, controle dos níveis de açúcar no sangue da diabetes tipo 2, tratamento de doenças neurológicas, cura da esteatose hepática não alcoólica, aumento de performance para esportes de longa duração.

Já na dieta Low Carb as principais vantagens são a fácil adaptação a dieta, a perda de peso e principalmente a facilidade da manutenção da dieta no longo prazo.

Então, agora ficou fácil diferenciar Low Carb de Cetogênica?

COMPARTILHAR O ARTIGO

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Nutricionista e trabalha com a área de emagrecimento. se dedica em tempo integral ao seu trabalho e procura se inovar sempre no segmento nutricional.

CONTATO

© Bernardo Maia . Feito com ♥ por Agência Primage