fbpx

       

 

 

Dieta cetogênica: amiga ou vilã do esporte?

PrevNext
meio

Dieta cetogênica: amiga ou vilã do esporte?

Muitos buscam a dieta cetogênica para emagrecer, reverter síndrome metabólica e para doenças neurológicas. Mas e para o esporte, ela também funciona? De maneira simples e direta, vou tentar explicar o porquê estar em cetose é considerado o melhor caminho para você, corredor por hobbie ou que busca performance.

Primeiro, é importante definir o conceito de utilização de energia durante o exercício para que fique mais claro a importância da dieta cetogênica para o esporte. Então acompanhe o artigo comigo!

Quais são os conceitos de energia?

Temos o aeróbio, que é a presença de oxigênio dentro da célula, e que precisa de uma intensidade leve a moderada para haver boa troca gasosa e predominância de queima de gordura (energia lenta). E o anaeróbio, que se trata da baixa concentração de oxigênio dentro da célula, por isso, tem uma utilização maior de moléculas mais curtas como a glicose (energia rápida).

De maneira resumida, isso significa que não é o esporte que vai definir o que iremos gastar mais de energia durante a atividade, mas a maneira como o executamos. Por exemplo, você pode correr tanto 200 metros quanto 8 quilômetros, mas para finalizar os 200 metros você consegue ir bem rápido, já para completar os 8 quilômetros, precisará diminuir a intensidade para aguentar até o final. Os treinos curtos e com objetivo de velocidade serão predominantemente anaeróbios e os que visam distância, predominantemente aeróbios.

Tendo esse conceito definido, pense como é uma prova com distância superior a 10 km. Ela será em um ritmo confortável e não em tiros intervalados ou com uma frequência muito forte, caso contrário, você desistiria em poucos metros. Se nosso corpo fica em maior estado aeróbio durante a prova, estaremos mais condicionados a queimar gordura como fonte de energia principal.

A dieta cetogênica e o esporte

Adotar uma dieta cetogênica significa adaptar o corpo desde o funcionamento vital até muscular para funcionar a base de gordura. Ou seja, quanto mais tempo você ficar em cetose e mais se adaptar a produzir corpos cetônicos e queimar gordura para atividades simples, maior será sua capacidade de queimar gordura (aeróbia) durante o exercício. 

A dieta cetogênica é o caminho ideal para você adaptar a forma de gerar energia do seu corpo exatamente na mesma frequência que você usa nas provas. E quer saber o melhor? Um grama de glicose te oferece 4 calorias, enquanto 1g de gordura te oferece 9 calorias. Além disso, um quilo de gordura no nosso corpo possui 7700 calorias, ou seja, mesmo uma pessoa magra é uma fonte infinita de energia, porém, o corpo tem que saber usar, conseguir acessar isso de forma eficiente. E isso se chama cetose. ⠀⠀ 

Correr em cetose é otimizar sua geração de energia através da gordura em estado aeróbio, e tudo o que você precisa para correr bem, longe e sem depender de géis de açúcar, está na sua própria energia. Por isso, a dieta cetogênica só te traz benefícios..

De brinde, você faz treinos mais confortáveis, pois sua capacidade aeróbia crescerá a cada treino, sem gerar tanta microlesão muscular e lactato por não ter velocidade em estado anaeróbio, o que significa menos dores pós treino com uma recuperação muscular formidável. Não seria exagero eu dizer que você correrá uma maratona em um dia e acordará no dia seguinte como se nada tivesse acontecido. Esse é um relato bem comum de quem adota a dieta cetogênica com fins esportivos.

Quer saber mais sobre a dieta cetogênica? Entre em contato e agende uma consulta! É só clicar aqui.

Grande abraço, Bernardo Maia 

COMPARTILHAR O ARTIGO

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Nutricionista e trabalha com a área de emagrecimento. se dedica em tempo integral ao seu trabalho e procura se inovar sempre no segmento nutricional.

CONTATO

© Bernardo Maia . Feito com ♥ por Agência Primage