COMO O JEJUM INTERMITENTE PODE TE AJUDAR A EMAGRECER

PrevNext
Intermittent fastin concept - empty plate on blue background, copy space

COMO O JEJUM INTERMITENTE PODE TE AJUDAR A EMAGRECER

Muito se ouve falar sobre o Jejum Intermitente e seus benéficos para a saúde e o emagrecimento.

Definido como estilo de vida e não como uma nova dieta ele tem sido aderido por várias pessoas.

Posso apostar que você conhece alguém que pratica o Jejum Intermitente e já colheu seus benefícios.

 

MAS O QUE É O JEJUM?

Em definição clara e direta o Jejum consiste em ficar por algum período sem se alimentar, não tem segredo, se você ficar por algum período sem ingerir alimentos você já está fazendo um Jejum.

Intermitente significa algum que não é contínuo, ou seja, com algumas interrupções.

Logo, o Jejum Intermitente acontece quando não fazemos refeições intercalado com períodos onde nos alimentamos.

Muita gente acredita que o Jejum está relacionado apenas como uma prática para fins espirituais em algumas religiões.

Mas não é só para fins espirituais que utilizamos o Jejum, ele é uma estratégia poderosa para auxiliar na perda de peso e melhorar a saúde.

Mais adiante explicaremos como você pode começar a praticar o Jejum e o inserir na sua rotina.

DE ONDE SURGIU A IDEIA DO JEJUM INTERMITENTE

Vale lembrar que o Jejum não é algo recente e sim uma prática milenar.

Quando era necessário sair para caçar o alimento não havia como conservar aquele animal e não era garantido que a caçada seria promissora, logo os homens primitivos eram acostumados a fazer o Jejum, por isso já viemos programados para suportar longos períodos de privações.

Hoje não precisamos mais sair para o campo em busca do alimento, mas podemos nos beneficiar do Jejum e todos os benefícios que ele pode oferecer.

 

COMO O JEJUM INTERMITENTE AUXILIA NA PERDA DE PESO

 

 

Para entendermos como o Jejum intermitente pode lhe ajudar a perder peso, primeiro precisamos entender como o nosso corpo perde peso.

Emagrecer é perder gordura. Para perdermos gordura e consequentemente baixarmos o número da balança é preciso entender como o corpo funciona e como essa queima de gordura é ativada.

Para isso precisamos saber e entender como funciona a insulina.

Insulina é um hormônio que é produzido no nosso corpo pelo nosso pâncreas, principalmente quando consumimos carboidratos.

Quando ingerimos esse macronutriente, o nosso corpo digere e transforma esse alimento em açúcar, elevando nossa glicemia.

A partir daí o nosso pâncreas libera a insulina para que a insulina leve essa glicemia do alimento para dentro das nossas células.

Quando consumimos muitos carboidratos de alimentos ruins as nossas células que eram sensíveis à insulina passam a ficar resistentes a ela, porque se tem glicemia demais e insulina demais e as células já estão cheias, elas não aceitam mais receber. É um fenômeno celular chamado “downregulation”, ou seja, há a diminuição de receptores na célula para gerar um equilíbrio.

Quando as células não aceitam mais receber esses açucares esse processo é conhecido como resistência a insulina.

Logo, já que as células não respondem mais tão bem a insulina ela (insulina) precisa levar essa glicemia para outro lugar, para que esse excesso de açúcar não fique no seu sangue.

A única forma que a insulina encontra para isso é transformar esse açúcar em gordura e é aí que você engorda. Sim, concordamos que produzir gordura por todo o corpo não é algo que gostaríamos e muito menos algo saudável, mas ainda é melhor engordar do que esse açúcar ficar na corrente sanguínea em níveis elevados e por muito tempo. Digamos que ter excesso de gordura é algo prejudicial para a saúde sim, mas ter níveis altos de glicose no sangue é muito pior. Nosso corpo é inteligente, e por mais que não gostamos dessas gordurinhas que produzimos devemos agradecer que é assim que funciona.

Durante o período do Jejum não há ingestão de alimentos e a insulina não precisa ser liberada, durante esse tempo o corpo precisa encontrar outra fonte de energia para manter você ativo.

É nesse momento que o corpo recorre as nossas reservas de gordura e é nesse momento que o processo de emagrecimento é iniciado.

É aí que a “mágica” do emagrecimento acontece.

Então, quanto maior o tempo que você se mantém em Jejum, maior o tempo em que sua gordura é utilizada como fonte de energia e mais você emagrece.

Por isso o Jejum é o grande aliado de quem quer perder peso. Há uma restrição calórica proporcional ao período de horas em jejum, além de todo o benefício de manter a insulina baixa e diminuir essa resistência a insulina que foi causada.

Aplicando o Jejum Intermitente combinado com uma dieta Low Carb ou  Cetogênica os resultados são ainda melhores.

Isso porque nas dietas Low Carb e Cetogênica há uma grande restrição do consumo de carboidratos, o que resulta em mais tempo com os níveis de insulina baixos e o corpo fica mais tempo em processo de queima de gordura.

Observação: lembrando que essa queima de gordura pode ser proveniente do seu corpo (suas reservas) ou da sua dieta, portanto, se você busca emagrecimento tenha boom senso cm o consumo de gordura na sua alimentação.

Entendido por que o Jejum faz você emagrecer, vamos apreender como fazer o Jejum de forma eficiente.

 

COMO FAZER O JEJUM

 

Durante o Jejum Intermitente intercalamos entre períodos alimentados e períodos não alimentados.

O período onde fazemos refeições é conhecido como janela de alimentação.

Existem diversas formas de fazer o Jejum Intermitente.

Essas formas são chamadas de protocolos ou protocolos de Jejum Intermitente.

Esses protocolos definem as horas de Jejum e as janelas de alimentação.

Nesses protocolos consideramos o período que estamos dormindo com período em Jejum.

 

 

 

 

O PROTOCOLO 16/08

O protocolo 16/08 é o mais popular por ser considerado o mais fácil de ser seguido.

Esse protocolo também é indicado para quem está iniciando a prática do Jejum Intermitente.

No protocolo 16/08, significa que você fará 16 horas de Jejum e poderá se alimentar nas outras 08 horas do dia.

Na prática fica mais ou menos assim:

Digamos que você fez a sua última refeição às 20:00hs da noite, após essa refeição você não irá ingerir mais nenhum alimento e voltará a comer apenas as 12:00hs do dia seguinte, isso significa que você fez 16 horas de Jejum por 08 horas de período alimentado.

Você apenas retirou o seu café da manhã. Não é tão difícil assim, concorda?

Muitas vezes você já praticou o Jejum e nem percebeu, quantas vezes você por algum motivo teve algum imprevisto e acabou sem tomar o seu sagrado café da amanhã e foi diretamente para o almoço? Viu como você já praticou de alguma forma o Jejum?!

O horário citado acima é só um exemplo, você poderá adaptá-lo dentro da sua rotina e realidade, com tanto que você fique por 16 horas em Jejum.

Você pode estar se perguntando: Se eu já pratiquei o Jejum porque não perdi peso?

Primeiro ponto: Só praticar o Jejum não irá lhe emagrecer, tudo depende de como você quebra o Jejum e do que você come durante a sua janela de refeições.

Por exemplo, se você praticou o Jejum de 16 horas, e durante o período alimentado você come um prato de macarronada sua insulina subirá muito e demorará muito tempo para baixar novamente, com isso você ficará durante muito tempo com a sua insulina alta o que vai prejudicar a queima de gordura que é o que faz você emagrecer.

Outro ponto, é você durante o período alimentado inserir o seu café da manhã e em seguida consumir o almoço, nesse caso você só deslocou a sua refeição da manhã para o período da tarde, você não a eliminou do seu dia, o que resulta também no retardo do emagrecimento (não obteve déficit calórico).

A melhor forma de você quebrar o seu Jejum e desfrutar de todos os benéficos que ele pode oferecer é quebrar esse Jejum com alimentos saudáveis e de baixo indicie glicêmico, evite quebrar esse Jejum com carboidratos ruins: massas, pão, doces e afins. Foque nas proteínas de origem animal (ovos e carnes em geral) como principal alimento do seu prato, e complete com vegetais de baixo amido.

Por isso, aliar o Jejum intermitente a uma dieta Low Carb e Cetogênica é o ideal para quem quer perder peso.

 

PROTOCOLO 20 HORAS

No protocolo de 20 horas ficamos sem nos alimentar por 20 horas e temos uma janela de alimentação de 4 horas.

Por exemplo: Se a última refeição foi feita às 18:00hs, a próxima refeição será às 14:00hs do dia seguinte.

Esse protocolo é mais indicado para quem já está acostumado a praticar o Jejum, se você está começando agora o ideal é o protocolo 16/08.

Lembrando que os horários descritos aqui são apenas a título de exemplo, você deve adaptá-lo a sua realidade, respeitando às 20 horas de Jejum.

 

PROTOCOLO 24 HORAS

 Sem dúvidas esse protocolo é para quem já é praticante do Jejum Intermitente.

Também é conhecido como Eat-Stop-Eat que traduzido é Comer-Parar-Comer.

Consiste em fazer apenas 01 refeição por dia.

Por exemplo: Se a última refeição foi feita às 19:00hs, a próxima refeição será às 19:00hs do dia seguinte.

É indicado fazer apenas por 01 ou 02 vezes na semana, ou no dia seguinte após um chamado “dia do lixo”.

 

PROTOCOLO 05/02 OU THE 5:2 DIET

Nesse protocolo você faz Jejum por 02 dias não consecutivos na semana, e nesses 02 dias de Jejum você deve ingerir apenas de 500 a 600 calorias totais no dia.

Já nos outros 05 dias da semana você pode comer “livremente”.

Lembrando que esse protocolo só vai funcionar se nos outros 05 dias da semana você não comer demasiadamente alimentos ricos em carboidratos ruins.

 

PROTOCOLO DO GUERREIRO

No protocolo do guerreiro ou The Warrior Diet é defendido um Jejum onde se pode consumir pequenas quantidades de frutas e vegetais e uma grande refeição à noite.

Como era a dieta dos guerreiros antigos que se alimentavam basicamente uma vez ao dia sempre em grande quantidade (refeições ricas em proteínas), mas que acabavam “beliscando” umas frutinhas e vegetais ao longo do caminho.

Essa modalidade de Jejum sofre diversas críticas por não ser um Jejum em si, já que é quebrado várias vezes ao dia com a ingestão de frutas e vegetais, mesmo que em pequenas quantidades.

 

PROTOCOLO DO JEJUM SECO

Esse protocolo é mais utilizado por religiosos onde não se pode ingerir nada durante o Jejum.

É proibido o consumo de água, café, chás e qualquer outro alimento, você fica realmente sem comer absolutamente nada.

Esse Jejum não dever ser praticado por quem busca apenas o emagrecimento e qualidade de vida. Não recomendo nunca ser realizado, pois pode ser altamente prejudicial para sua saúde.

 

HIDRATAÇÃO DURANTE O JEJUM INTERMITENTE

 É importante destacar que durante o período do Jejum você deve se manter hidratado para conseguir praticá-lo de forma satisfatória.

Então beba muita água durante o período de Jejum, mantendo sua urina clara.

 

O QUE SE PODE COMER DURANTE O JEJUM INTERMITENTE

Durante o período em Jejum é permitido apenas a ingestão de água, café sem açúcar, chás sem açúcar e caldo de ossos.

Todos esses alimentos não possuem calorias e nem açucares, logo não alteram a sua glicemia e não há ingestão calórica, lhe permitindo fazer um jejum calórico e um jejum metabólico genuínos. O caldo de ossos pode t oferecer um pouco de aminoácidos, mas nada relevante que te cause uma quebra na prática do jejum. Pelo contrário, ele é rico em minerais e esses aminoácidos irão ajudar a nutrir seu corpo.

Clique aqui e entenda mais sobre o que quebra o Jejum Calórico e o Jejum Metabólico.

 

COMO QUEBRAR O JEJUM INTERMITENTE

Nesse ponto que está o segredo do sucesso para emagrecer com o Jejum Intermitente.

De nada irá adiantar jejuar, manter os seus níveis de insulina baixo, induzir o seu corpo a queimar gordura se após o Jejum Intermitente você quebra o Jejum com alimentos de alto índice glicêmico.

Se você quebrar o Jejum com pães, massas, doces, pizzas, bolos, açúcares e tudo mais, esses alimentos irão elevar muito a sua glicemia o que resultará em produção de gordura. Lembre se: jejum significa o período sem alimentação e maior queima de gordura, mas de nada adianta se você compensar na janela de refeições.

Dessa forma toda a gordura queimada durante o Jejum voltará a ser produzida e de nada terá adiantado todo o seu esforço.

Procure quebrar o seu Jejum com alimentos ricos em proteínas, gorduras boas, folhas e vegetais, assim você manterá os seus níveis de glicemia e insulina baixos e seguirá o processo de queima de gordura.

Por isso alinhar o Jejum Intermitente com uma dieta Low Carb ou Cetogênica irá lhe ajudar a alcançar a perda de peso.

 

BENEFÍCIOS DO JEJUM INTERMITENTE  

 

 

Como já foi citado nesse artigo um dos maiores benefícios do Jejum Intermitente é a perda de peso, mas não é só isso.

O Jejum ajuda e muito a regular os níveis de insulina no sangue. O Jejum aliado a uma dieta Low Carb ou Cetogênica podem controlar completamente a glicemia de uma pessoa que desenvolveu a diabetes tipo 02.

Vários estudos apontam o Jejum Intermitente como responsável por aumento da disposição, aumento da concentração, prevenção de doenças neurológicas degenerativas, redução da circunferência abdominal, prevenção de problemas cardíacos, aumento da sensibilidade a insulina, prevenção da diabetes, promoção da autofagia celular, aumento da expectativa de vida e até uma possível prevenção de alguns tipos de câncer.

Enfim, além da tão sonhada perda de peso, existem vários outros motivos pelo qual você deveria tentar fazer o Jejum Intermitente.

 

CONTRA INDICAÇÕES DO JEJUM INTERMITENTE  

Embora tenha uma serie de benefícios o Jejum não deve ser praticado por algumas pessoas.

Mulheres grávidas e mulheres que estão amamentando devem ter cautela e consultar o seu médico. Protocolos com grande restrição podem atrapalhar, portanto, não façam sem orientação.

O Jejum Intermitente é algo saudável, mas sempre tenha orientação, principalmente se você possui alterações de saúde de qualquer natureza.

Você sempre deve consultar um profissional para lhe auxiliar em qualquer missão que envolva o emagrecimento e com o Jejum não é diferente.

Se você quer aprender mais sobre essa poderosa estratégia e aumentar seu conhecimento sobre o assunto, conheça meu curso sobre Jejum Intermitente.

Nele você aprender mais sobre seus benefícios e como aplicar no seu dia a dia. Clique aqui e saiba mais.

CONCLUSÃO

Como já explorado nesse texto o Jejum Intermitente é uma prática antiga para a qual já nascemos preparados.

Foi esquecida por um tempo devido a oferta absurda de alimentos que temos hoje, mas foi retomada para ajudar as pessoas no processo de perda de peso.

Muitos são os relatos de pessoas que tiveram resultados fantásticos adotando o Jejum, lembrando que Jejum Intermitente não é uma dieta, é um estilo de vida. Dieta é o que você faz quando está fora do Jejum Intermitente.

Importante ressaltar que para usufruir de todos os benéficos do Jejum é importante você atentar para o que você come após o término do Jejum.

Se você mantém os velhos hábitos alimentares após praticar o Jejum Intermitente, comendo alimentos ruins ricos em carboidratos e açucares o Jejum não irá funcionar para você.

Lembre-se: o segredo do sucesso está no que você come na sua janela de refeições.

COMPARTILHAR O ARTIGO

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Nutricionista e trabalha com a área de emagrecimento. se dedica em tempo integral ao seu trabalho e procura se inovar sempre no segmento nutricional.

CONTATO

© Bernardo Maia . Feito com ♥ por Agência Primage